Atalho do Facebook

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

TEM CINEMA NO PONTO DE CULTURA FLOR DA AREIA

A partir deste mês, e tão logo as chuvas, vento e frio nos deem uma folga, a nossa gente da cultura vai iniciar as ações culturais na nova sede no Ponto de Cultura Flor da Areia, ali na Avenida do Arroio, 1015, na Praça Anita Garibaldi. Teremos pelo menos uma sessão de cinema por semana, sempre ao ar livre, pra integrar as nossas comunidades e trazer a oportunidade de a gente se encontrar pra curtir um filme e depois trocar uma ideia sobre as muitas temáticas dos filmes selecionados. É o nosso Cineclube O Marisco marcando presença. Em breve vamos divulgar a programação. Então prepara a tua cadeira de praia, faz um mate e vem assistir a uma ótima sessão de cinema no Ponto de Cultura Flor da Areia! Bom demais!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

BALEIAS MORTAS?! Seleção Natural?! Nossa gente da praia sabe que não...

 Só neste período de migração para o norte, já foram encontradas mais de seis baleias mortas nas praias gaúchas. São de assustar as explicações apresentadas pelas reportagens das televisões e jornais sobre a mortandade de baleias em nossas praias. A notícia saiu até no Jornal Nacional, falando que uma baleia foi encontrada morta na Praia da Cidreira, porém o fato foi dado como comovente, tipo assim que pena, não é? Mas afinal de contas... é só uma baleia, coitada. Todos ficam muito consternados com a morte da baleia, mas nada de mais sério é falado sobre o fato. Levando o telespectador, ou o leitor, no caso dos jornais, a crer que é muito normal baleias aparecerem mortas pelas nossas praias. E o pior de tudo é que é mesmo! Mas não deveria ser, e muito menos deveria ser tratado com essa naturalidade toda, pois estas baleias que cada vez mais aparecem mortas a cada estação, não parecem que estão morrendo por uma suposta seleção natural, que faz com que apenas as mais saudáveis sobrevivam. Não é isto que está se vendo a cada invernão em nossas praias.  Quando entrevistados os estudantes, biólogos, cientistas, pesquisadores e afins tratam o fato com uma naturalidade neutral e tentam atribuir a morte a um fato natural, com fadiga, esgotamento, ou uma doença qualquer que eles sempre vão detectar depois da feita a biópsia, porém que nunca é divulgada. Afinal quem vai querer saber do que morreu a tal baleia?! I mais interessante é que todas as baleias encontradas mortas nas nossas praias tinham ferimentos graves, grandes cortes no dorso ou nas nadadeiras e uma tinha uma enorme rede enrolada na cauda, mas até este fato parece que foi ignorado pela reportagem e pelo cientista. É evidente que essas baleias estão morrendo por ação destes barcos de arrasto que fazem esta pesca predatória em nossa região. A indústria pesqueira está pouco se importando com as baleias, eles querem o lucro, e pelo que está sendo mostrado estão bem protegidos pela grande mídia e pelos laboratórios. É com muita frequencia que encontramos tartarugas, pinguins e leões marinhos mortos pelas nossas praias. E também é com muita frequencia que a mídia fica atribuindo todas essas mortes a uma possível espécie de seleção natural. Porém para nós que moramos na beira da praia, é muito comum constatar que a grande maioria dos bichos que morrem e vem dar na praia, apresentam ferimentos graves ou estão enroscados em cabos e redes. Enquanto a grande mídia, patrocinada pela indústria pesqueira, insiste em vender a idéia de que é muito normal que morram todos estes animais nós bistuntamente vamos aceitando esse goela abaixo. Onde está a Patram? O Ibama? A Sema? E todas as instituições ambientais que dizem estar aí para proteger os animais, mas que acatam com uma subserviência cataclísmica as explicações produzidas pela grande mídia e estranhamente pelos pesquisadores e suas instituições. Os animais continuam morrendo por obra dos barcos de arrasto e a culpa é da natureza?





quinta-feira, 18 de setembro de 2014